PRC 280 receberá 60 Km em pavimento de concreto, afirma Governador

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta quarta-feira (16) um programa de obras de infraestrutura que soma R$ 4 bilhões. Os projetos envolvem melhorias e modernização de rodovias, estradas rurais em todas as regiões do Paraná, além de um grande investimento no Litoral do Estado e na segurança pública.

Segundo Ratinho Junior, parte dos novos projetos foram viabilizados com o financiamento de R$ 1,6 bilhão, recentemente captado pelo Governo do Estado junto ao Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. Chamado Paraná em Obras, o programa conta também valores do Tesouro do Estado, acordos de leniência e parcerias com a Itaipu, além de ações estratégicas com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os detalhes de cada ação foram apresentados pelo governador em uma coletiva de imprensa no Palácio Iguaçu. Ratinho Junior ressaltou que as obras estão prontas para serem licitadas e a expectativa da gestão é que comecem até o início do ano que vem. Ele ressaltou que o conjunto de ações é resultado de um amplo planejamento iniciado em 2019 e da criação do Banco de Projetos.

O governador destacou que o Paraná precisava de um grande investimento para modernizar a infraestrutura. “Temos rodovias das décadas de 1970 e 1980 que estão sendo usadas hoje, são de uma época em que o tráfego e mesmo o tamanho dos caminhões eram muito menores”, salientou. “Muitas rodovias do Paraná se tornaram perigosas, porque não houve um aumento na capacidade de carga ou uma preocupação com a segurança”.

OBRAS – O financiamento com a Caixa Econômica e o Banco do Brasil será usado na pavimentação de 400 quilômetros de estradas rurais, revitalização da Praia de Matinhos, a duplicação de importantes rodovias do Paraná e a aquisição de equipamentos para o projeto Olho Vivo.

A maior parte dos recursos é para a modernização da malha rodoviária estadual, atendendo a reivindicações históricas do setor produtivo, com investimentos próximos de R$ 1,1 bilhão. “As obras foram pensadas de forma estratégica. Se pegar o mapa do Paraná, todas as rodovias que serão revitalizadas para ganhar capacidade de carga, com duplicação ou terceiras faixas, são corredores logísticos. Foram pensadas para a escoar a produção paranaense”, ressaltou Ratinho Junior.

O programa inclui a ampliação da capacidade de três movimentadas rodovias que não estão incluídas nos programas de concessão do Estado, melhorando a trafegabilidade e a segurança das estradas. Serão construídos 560 quilômetros de terceiras faixas na PR-280, que corta todo o Sudoeste; na PR-323, entre Maringá e Umuarama, no Noroeste; e na PR-092, no Norte Pioneiro.

CONCRETO NA PR 280 – As obras rodoviárias incluem a restauração em pavimento de concreto (whitetopping) da PR-280, um projeto inédito que abrange em um trecho 60 quilômetros desde Palmas até o entroncamento com a BR-153. Também estão previstas a conservação e recuperação de 4.179 quilômetros da malha em todo o Estado e a construção do viaduto Joinville, em São José dos Pinhais, e do viaduto Bratislava, entre Londrina e Cambé, cuja ordem de serviço será assinada ainda nesta semana.

REPÓRTER ALENCAR
© Copyright 2019, Ludegério Alencar Pereira Eireli.
CNPJ: 32.612.586/0001-31
/ Agências de notícias, propaganda e MKT. Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Todos os direitos reservados.