Azuriz é eliminado pelo Bahia nos pênaltis

Mesmo com o apoio da torcida, que lotou o Estádio Os Pioneiros, o Azuriz perdeu para o Bahia na noite de terça-feira (10), nos pênaltis, por 4 a 3, após empate no tempo normal por 1 a 1, sendo eliminado da Copa do Brasil. No entanto, o representante de Pato Branco fez história na competição ao chegar na terceira fase.

O jogo começou com forte marcação. A primeira oportunidade foi do Azuriz. Wellisson cobrou escanteio e Robinho cabeceou para fora. O Bahia levou perigo com Jacaré, que finalizou para a defesa de Caio. O Azuriz abriu o placar com um golaço de Wenderson, que chutou de fora da área no ângulo, sem chance para o goleiro Danilo Fernandes. O Bahia chegou novamente com Jacaré, que bateu para mais uma defesa de Caio. O Azuriz teve a chance de ampliar a vantagem com JP, mas Danilo Fernandes defendeu. Robinho puxou contra-ataque e foi derrubado por Rezende, que levou cartão amarelo. Wellisson cobrou a falta e a bola bateu na trave. O time baiano teve a chance para empatar. Matheus Davó sai cara a cara com Caio, que fez grande defesa.  Depois Rezende bateu de longe e a bola foi para fora. O Azuriz foi para o ataque com Jamerson, que cruzou e Luiz Otávio cortou de cabeça.

No segundo tempo, o Azuriz fez boa jogada com Wenderson e conseguiu um escanteio. Wellisson cobrou e Danilo Fernandes evitou gol olímpico. O Bahia assustou em cobrança de escanteio, que Ignácio desviou de cabeça e a bola passou rente à trave. Daniel cruzou na área e Caio afastou o perigo. Em seguida, o time baiano chegou ao empate. Djalma cruzou na área, Caio não conseguiu segurar e Marcelo Ryan deixou tudo igual, 1 a 1. O Azuriz sentiu o gol e o Bahia pressionada, com Djalma obrigando Caio a praticar uma excelente defesa. O Azuriz teve uma falta próximo da área. Rone cruzou e Danilo Fernandes defendeu, com a decisão da vaga indo para os pênaltis.

Na cobrança de pênaltis, o Azuriz errou com Vieira, que acertou a trave, mas Caio defendeu o chute de Marco Antônio. O representante de Pato Branco precisava converter para empatar, mas na cobrança de Igor Bosel a bola bateu na trave e o Bahia se classificou, 4 a 3.

REPÓRTER ALENCAR
© Copyright 2019, Ludegério Alencar Pereira Eireli.
CNPJ: 32.612.586/0001-31
/ Agências de notícias, propaganda e MKT. Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Todos os direitos reservados.