Após aumento de casos em crianças e chegada do frio, SC volta a orientar uso de máscara

O aumento de casos de internações de crianças e bebês por síndrome respiratória em Santa Catarina juntamente com a chegada do frio fez a Superintendência de Vigilância em Saúde e a Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (Dive) emitirem uma nota de alerta, reforçando o uso da máscara contra a Covid-19. De acordo com o documento, divulgado na última sexta-feira, dia 20, a alta demanda na saúde já provoca 100% de ocupação dos leitos em algumas regiões.

Desde março de 2022, as máscaras não são mais obrigatórias no estado. Além do uso da proteção, os órgãos orientaram aos municípios o aumento de testagem da população com sintomas gripais, além do isolamento em casos de Covid-19. O documento também ressalta que a vacinação das gestantes, em especial, ajuda a proteger os bebês nos primeiros meses de vida e é uma estratégia fundamental para redução dos casos de síndrome respiratória.

Campanha

Até o dia 3 de junho, todos os municípios catarinenses estarão participando da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe e sarampo. A vacinação contra a gripe é altamente importante para a proteção dos grupos prioritários, incluindo as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas e idosos.

 

REPÓRTER ALENCAR
© Copyright 2019, Ludegério Alencar Pereira Eireli.
CNPJ: 32.612.586/0001-31
/ Agências de notícias, propaganda e MKT. Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Todos os direitos reservados.