Aos 105 anos, Tulino bebe e fuma e diz que o segredo da longevidade é nunca se casar

Seu Tulino fumando, tranquilamente, seu cigarro após o café da manhã e antes de dar mais uma bela caminhada.

Tulino Germano dos Santos é natural de São Domingos (SC), onde nasceu dia 4 de outubro de 1916. Em 1944, chegou no Paraná e foi trabalhar no sítio do Valeriano de Lima, morador de Alto Verê. A Izolina de Lima Biava, filha de Valeriano, lembra que era menininha quando ele chegou. Hoje, Izolina está com 77 anos.

Após o falecimento de Valeriano, Tulino foi trabalhar no sítio do Valdino de Lima, filho de Valeriano. Desde a chegada, Tulino trabalhou na roça com a família de seu Lima. Tulino sempre foi uma pessoa honesta, trabalhadora e humilde. Ele nunca comprou uma casa, sempre morou com os amigos e diz que sempre foi muito feliz vivendo assim. Na sua família eram em vários irmãos, mas quase todos já faleceram.

Em Beltrão, Tulino tem só uma irmã de parente, a Daliria, que ele calcula ter mais de 80 anos. Tulino sempre trabalhou no pesado e se alimentou bem, com arroz, feijão, macarrão e todos os tipos de carne. Sua carne preferida é a de cabrito. Tulino diz que o segredo pra viver 105 anos é nunca se casar, só namorar. Ele, também, nunca teve filhos.

Desde bem novo sempre bebeu cachaça e fumou e até hoje não parou. Faz mais de 20 anos que veio morar na cidade onde vive do seu aposento. Há dez anos, mora sozinho numa quitinete, no Bairro Pinheirinho, Cidade Norte, em Francisco Beltrão, no lote do Amauri Bedin (popular Gato Mestre) e sua esposa Izolina Bedin. Izolina prepara, todos os dias, as refeições de seu Tulino.

Em sua quitinete, ele tem o fogão à lenha e a televisão. Mas o que ele gosta mesmo é de ouvir rádio, sempre se dividindo entre as rádios Princesa e Educadora (AMs). Primeiro ouve as notícias, depois procura as músicas gauchescas e sertanejas. A sua dupla preferida é Gino e Geno. Tulino está bem de saúde, enxerga bem pois nem usa óculos.

Todos os dias faz sua caminhada. Anda bem devagar e não precisa de bengala. Sua rotina é visitar a Izolina e o Rubi Biava. Também vai até o Bar da Eva pra tomar sua cachacinha. Depois volta tranquilamente.

Seu Tulino gosta muito dos amigos Dino e Vande Biava que sempre estão à disposição para ajudar no que ele precisar. E para o aniversário, dia 4 de outubro, será feito um almoço com carne de cabrito, reunindo todos os amigos para comemorar os 106 anos do seu Tulino.

Com informações do Jornal de Beltrão

REPÓRTER ALENCAR
© Copyright 2019, Ludegério Alencar Pereira Eireli.
CNPJ: 32.612.586/0001-31
/ Agências de notícias, propaganda e MKT. Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Todos os direitos reservados.